Crítica

Análise

Space Hulk: Deathwing – nas asas de Warhammer 40k

O universo Warhammer 40.000 é rico na criação de histórias, ambientes e experiências envolventes e fascinantes. Será que o jogo faz jus ao historial?

Análise

Thea e o regresso a um jogo gigante

Há jogos que vale a pena voltar a jogar, vezes e vezes sem conta. Thea: The Awakening é um jogo brilhante e ignorado, sobre o qual nunca é demais falar.

Análise

King of Tokyo – ou seja – O MAIOR DA MINHA ALDEIA

King of Tokyo de Richard Garfield é o mais recente jogo de tabuleiro a passar na avaliação do Rubber Chicken.

Inspector Geringonças

Mad Catz Tritton Ark 100: Disco sound. Literalmente

Tritton Ark 100, um headset bonito, mas será funcional?

Análise

Stellar Interface: os shoot’em ups falam português

Stellar Interface é um shoot’em up roguelike que não só fala português como dizem que até foi feito em Portugal.

Análise

Será Thumper o jogo do ano?

Análise de Thumper e tentativa de argumentação para o jogo onde o protagonista é um besouro do espacial ser o melhor que se fez na indústria em 2016.

Antevisão

Zelda: Breath of the Wild – os 4 pontos que mais gostei

The Legend Zelda: Breath of the Wild poderá ser a deslumbrante porta de entrada para alguém que nunca jogou a nada da série.

Gomu Gomu no Chicken

SENRAN KAGURA: apetite erótico

Fan service, erotismo barato ou super-sexualização. SENRAN KAGURA decide levar o seu elenco para aquilo que poderá ser um sonho molhado de Gordon Ramsey.

Antevisão, Caça ao Índio

Lost Ember e a fagulha da esperança

Lost Ember não é mais que uma demo numa fase inicial mas mostra-se uma das promessas do futuro próximo.

Inspector Geringonças

Steelseries Rival 700 – shake me baby one more time

O SteelseriesRival 700 é luminoso, customizável e vibratório. E não é só por isso que gostamos dele.