Caça ao Indie

Análise, Caça ao Indie

Distortions: o mau género de bizarro

Imaginar algo e chegar até lá são coisas bem diferentes. Com todo o potencial perdido e terrível execução, Distortions é um dos candidatos a pior do ano.

Análise

Deep Sixed: uma pérola no espaço profundo

Deep Sixed para além de um roguelike é também um simulador, e como qualquer bom simulador, tudo pode correr mal.

Análise

Extinction: o outro ataque dos titãs

Attack on Titans demonstra a luta de David contra Golias. Extinction quer beber desse sucesso. Mas conseguirá?

Análise

Dead in Vinland: esta vida de Viking está a dar cabo de mim

Dead in Vinland é uma melhoria demarcada para a série. No entanto, não é para todos.

Análise, Observador

Kirby Star Allies: para jogar com companhia

Depois de ter saltado uma geração de consolas domésticas em termos de títulos da série principal, o simpático Kirby chega à Switch com Kirby Star Allies, um jogo para ser jogado com companhia.

Análise, Observador

God of War é o jogo que sempre quisemos

God of War é o jogo que sempre quisemos, mas é sobretudo o jogo que a indústria necessitava

Análise, Observador

Far Cry 5: o retrato da América proibida

Far Cry 5 traz-nos um dos mundos virtuais mais assustadoramente realistas, passado no interior dos EUA quando um culto religioso militarista isola um condado sem que ninguém dê conta.

Análise, Caça ao Indie

Q.U.B.E. 2: Sonhar ao cubo, desejar ao quadrado

Q.U.B.E. 2 é um excelente puzzle game tridimensional em que a história, assim como em Portal 2, não é apenas cenário.

Análise, Ia-me Esquecendo

Cock-a-Doodle-Doo, Call of Duty World War Two

Call of Duty: World War II não é um MAU jogo. Tem coisas boas. Mas é uma espécie de serviços mínimos encafuados à pressa na caixa de um jogo para vender.

Análise

Super Seducer: Douche Simulator 2018

Super Seducer tem sido um jogo polémico. Mas será que ao invés de ser ofensivo, no fundo é apenas um jogo mau?