Opinião

Opinião

A violência nos videojogos e porque precisa existir

Que a discussão acerca da violência nos videojogos é uma fachada já todos sabemos. Mas porque é um elemento tão prevalente?

Opinião

Como a Nintendo está a tornar os miúdos mais criativos

A recém-criada revista MAGG quis perceber afinal o que distingue a Nintendo dos seus concorrentes e colocou-nos algumas questões para o explicar.

Opinião

O sonho molhado das editoras e a “MMOficação”

A face dos videojogos está a mudar, seguindo novos modelos de negócios. Se tudo correr como as editoras planeiam, onde vai acabar?

Opinião

Darwinismo ou ganância?

Depois do sucesso inesperado de Fortnite, a Epic Games guardou Paragon e Unreal Tournament na gaveta.

Opinião

Prontos… Jogador Um. Finalmente.

Muito atrasada, uma análise ao livro Ready Player One.

Opinião

Não há arenques vermelhos no mar de Barents. Acho eu

O novo jogo da Astragon leva-nos então a esse local místico do qual praticamente só ouvimos falar em noticiários, a Shangri-Lá das pesca, o El Dorado da faina. Falamos, obviamente, do Mar de Barents.

Opinião

O sítio para usar sapatos de vela virtuais (enjôos não incluídos)

Sailaway: The Sailing Simulator pertence a um nicho, e mesmo dentro desse nicho está destinado a um pequeno grupo de pessoas interessadas em vela.

Opinião

Keep talking and nobody explodes! Oh não explodiu!

Keep Talking and Nobody Explodes (KTNE) é um jogo com um conceito simples. O que não faz dele menos divertido.

Opinião

Um ano de Switch

Um ano depois, como está a Nintendo Switch?

Caça ao Indie, Opinião

Aquele bar Cyberpunk ao fundo da rua

The Red Strings Club é mais do que um indie cyberpunk. É uma das melhores obras narrativas a serem desenvolvidas neste ambiente.