Caça ao Indie

Bem-vindos ao futuro

Estamos em 2019. O futuro é agora. E é isso que nos provam os 3 indies deste artigo.

Caça ao Indie

A primeira do ano

A primeira caçada semanal de indies de 2019 traz-nos Coffence, Speed Brawl e My Brother Rabbit.

Caça ao Indie

Noite silenciosa, noite mortal

Parece que vamos falar da série de filmes de terror Silent Night, Deadly Night, mas não vamos. Vamos sim, falar de Midnight Sanctuary, HYPERGUN e The Maestros.

Caça ao Indie

Armistício da noite de Natal

Antes de comemorarmos o célebre armistício da noite de Natal, ainda há tempo para falar de 3 jogos sobre o conflito armado: World War 3, Achtung! Cthulhu Tactics e Door Kickers: Action Squad.

Caça ao Indie

Dá-me (um pouco) de simplicidade

Às vezes são alguns indies que se limitam dentro de um espectro de simplicidade e que nos levam para outros tempos do crescimento dos videojogos. É o caso do Dimension Drifter, Squids Odyssey e Nimbatus.

Caça ao Indie, Kinder Surpresa

Override: Mech City Brawl, mais uma pérola no ano dos Mechas

Override: Mech City Brawl foi uma pequena surpresa de Natal, um jogo leve sobre criaturas pesadas.

Análise, Caça ao Indie

Beber a tristeza num suspiro gris

GRIS é possivelmente o jogo artisticamente mais deslumbrante que já vi. E possivelmente também será pouco mais que isso.

Caça ao Indie, Opinião

Bohemian Killing: nem tudo são inocentes

Infelizmente, ideias sem capacidade de as transformar em matéria, não passam disso, ideias. Marcin Makaj, teve a ideia e a capacidade de a transpor para o mundo real, daí surgiu Bohemian Killing.

Caça ao Indie

Indie Wars: o regresso dos Indies

Depois de 2 meses sem caçadas semanais de indies, a sub-rubrica regressa em toda a sua glória independente.

Caça ao Indie, Kinder Surpresa

Perseguindo o horizonte longínquo

Horizon Chase Turbo é das melhores surpresas deste ano. Mesmo para quem não gosta de jogos de carros.