aventura gráfica

Análise

Trüberbrook: a excelência no set de um filme de animação

Trüberbrook é obrigatório para todos os fãs de point ‘n clicks e é indubitavelmente um dos melhores jogos deste início de ano.

Análise, Caça ao Indie

Quão sexy consegue um pixel ser?

A série que nos deixou a todos a suspirar para pixeis num ecrã está de volta: Leisure Suit Larry voltou numa nova aventura para nos fazer esquecer os maus jogos da década passada.

Análise, Caça ao Indie

TSIOQUE. Lê-se “choke” e joga-se “maravilha”

TSIOQUE é uma aventura gráfica brilhantemente ilustrada e animada, fazendo lembrar em muito o trabalho de Don Bluth.

Caça ao Indie

Histórias de princesas e dragões gatos

Os indies desta caçada falam de princesas fortes. E de gatos.

Caça ao Indie

Indie Wars: o regresso dos Indies

Depois de 2 meses sem caçadas semanais de indies, a sub-rubrica regressa em toda a sua glória independente.

Chicken Retro

Entroncamentos sem fim #01: uma aventura gráfica exótica

Uma aventura gráfica rara e exótica num mundo baseado nas obras de Roger Zelazny.

Opinião

Cheira a feijoada de bacalhau : O Assassino do Intercidades

Depois de me terem dado uma key do primeiro jogo com um waffle de banana, não hesitei em lançar-me à sequela com este novo Inspector Zé e Robot Palhaço em: O Assassino do Intercidades.

Opinião

Unforeseen Incidents: a actualidade de um point ‘n click retro

Unforeseen Incidents é dos poucos exemplos do género que sabe pegar na sua inspiração óbvia e ir tão, tão mais longe com ela.

Antevisão, Caça ao Indie

O livro infantil que todos deveriam ter

She and the Light Bearer é a transição entre os livros de ilustração infantis e os videojogos.

Análise

Demetrios – the BIG cynical Fartventure

Numa altura em que os Point-And-Click andam a ressurgir como cogumelos, apraz-me, enquanto apreciador do género, verificar que estes têm surgido com qualidade e…