aventura gráfica

Análise

Demetrios – the BIG cynical Fartventure

Numa altura em que os Point-And-Click andam a ressurgir como cogumelos, apraz-me, enquanto apreciador do género, verificar que estes têm surgido com qualidade e…

Caça ao Índio

Aponta, aponta, clica, clica

Jogos de aventura, aventuras-gráficas, jogos point ‘n click, ou qualquer outra coisa mais ou menos ofensiva que lhes queiram chamar.

Entrevista

Dois dedos de conversa com Zvonimir Barać, autor de Viktor, a Steampunk Adventure

Depois de termos adorado o quão estranho e irreverente é Viktor, a Steampunk Adventure, e a história do seu protagonista, um javali que perdeu…

Opinião

Aventuras-gráficas: o ano da redescoberta

Se há algo que 2017 vai deixar na memória é a vaga de boas aventuras-gráficas ao chegar ao mercado.

Caça ao Índio

Até parece que foi ontem

Os 3 indies desta semana podiam ter sido feitos ontem, se considerarmos ontem como a década de 1990.

Entrevista

À conversa com Justin Parker, criador de Midnight at the Celestial Palace

Depois da análise a Midnight at the Celestial Palace, ficava a faltar a entrevista ao seu autor, Justin Parker.

Entrevista

À conversa com Dave McCabe, criador de The Darkside Detective

O Mundo é uma ervilha. Mal sabia eu ao receber uma cópia de análise de The Darkside Detective que o devoraria de uma assentada,…

Análise

Aventuras-Gráficas: o Musical

Midnight at the Celestial Palace transforma as aventuras gráficas numa explosão musical digna do Lloyd Webber. Ou do La Féria.

Caça ao Índio

Histórias para contar

Muitos dos jogos indie que nos chegam são acima de tudo veículos de histórias para contar.

Análise

The Sexy Brutale, da dor e da redenção

Encontrar um dos melhores jogos do ano num cruzamento entre um Murder Mistery e o Groundhog Day é algo possível apenas no mercado indie.