Capcom

Opinião

Um ramo de Beat’em Ups da Capcom

Por pior que seja a nossa relação com a Capcom, há uns dias em que ela nos dá uns presentes que quase nos fazem esquecer os maus momentos.

Ia-me Esquecendo, Rapaz-Ventoinha

Battle Network, o melhor dos Mega Man

Mega Man Battle Network é dos melhores jogos de Mega Man que a maior parte das pessoas não conhece.

Observador, Opinião

Monster Hunter: World. Quando a caça ao monstro é para quase todos

Monster Hunter: World é o mais recente título de uma das séries de maior sucesso da última década. Uma iteração mais acessível, mas ainda sem facilidades.

Análise, Ia-me Esquecendo

Ōkami: um dos melhores Zelda nem sequer tem o Link

Ōkami HD é a oportunidade que todos temos hoje para jogar uma das grandes obras dos videojogos.

Rapaz-Ventoinha

Ducktales: Whoo hoo!

É preciso dizer mais alguma coisa?

Análise

Marvel vs. Capcom: alguém pediu um copo de água da torneira?

Marvel vs. Capcom: Infinite é mecanicamente divertido mas está demasiados furos abaixo do patamar onde já esteve.

Opinião

O Monster Hunter que ninguém sabia que precisava

Há um apelo muito grande neste Monster Hunter Stories, que cedo demonstra ser mais do que um mero spinoff.

Opinião

Inafune e a busca pela relevância

MIGHTY GUNVOLT BURST vem provar mais uma vez que outros conseguem fazer algo bom da recente criação de Inafune. Mas ele não.

Opinião

Falas bem… mas não me alegras

Quase imperceptível quando bem feito, o voice acting pode ser o ponto definidor entre um objecto muito bom, e um excelente. Que o diga Resident Evil 7.

Opinião

Resident Evil 7 – Bem-vinda de volta Capcom

Resident Evil 7 reduz-nos a uma mera criança assustada no canto da sala. E isso mostra o regresso em força da Capcom.