platformer

Caça ao Índio

A primeira caçada indie na Switch

Algum dia tinha de ser o dia da primeira caçada indie na Switch.

Opinião

Kirby Blowout Blast suga. Literalmente

Kirby Blowout Blast é a continuação do cash-in do Kirby, prostituído na eShop em pequenos mini-jogos sensaborões.

Caça ao Índio

Até parece que foi ontem

Os 3 indies desta semana podiam ter sido feitos ontem, se considerarmos ontem como a década de 1990.

Caça ao Índio

Shooters, Shooters, Shooters em todo o lado

Têm chegado tantos shooters às nossas mãos que isto parece um bullet hell das reviews.

Caça ao Índio

Sê-lo, mais do que parecê-lo

Dois indies com uma forte linguagem visual. Mas será isso suficiente para se destacarem na multidão?

Ia-me Esquecendo, Pais-Galinha

de Blob: nove anos não é tarde demais

de Blob não é só um divertido platformer para toda a família: é uma divertida forma dos mais pequenos aprenderem as cores.

Caça ao Índio

Snake Pass e a desconfiança ofídia

Um dos mais inovadores esquemas mecânicos a chegar ao mercado das plataformas, acompanhado do corpo cheio de escamas de Snake Pass.

Caça ao Índio

Come on let’s twist again

O que é que um jogo indie precisa para chamar a atenção sobre si? Um twist!

Caça ao Índio

A Arte da pixel art

O mercado indie não se limitou a repescar a pixel art. Tornou-a também uma das mais surpreendentes opções estéticas dos dias de hoje.

Opinião

Boor : Uma história entre mim e eu

Boor decidiu o que queria ser, e não tenta ser mais que isso, um belo jogo de plataformas/puzzles que tenta envolver o jogador num processo de speedrun mental.