puzzle platformer

Opinião

Little Nightmares: de profundis clamavi ad te

Little Nightmares move-se no canto escuro dos nossos medos, a matéria-prima onde os pesadelos nascem e onde toda a razão é destruída pela emoção.

Caça ao Índio

Fat Mask – party farter!

Fat Mask é um puzzle game peculiar. Esqueçam o Tetris. Esqueçam o Candy Crush Saga, o Zhed ou o Bejeweled.

A Hora do Meh

SkyTime ou Os Jogadores: bilhete só de ida para Meh!

Skytime (o jogo indie) e Os Jogadores (série da RTP) são duas tentativas aquém das suas potencialidades.

Touch Me!

O melhor jogo sobre vómito de sempre. A sério.

Encontrámos o melhor jogo sobre vómito de sempre. E não há concorrente próximo.

Caça ao Índio

Renoir e as discretas lanternas impressionistas

Mais do que um dos pintores mais influentes do Séc. XIX, Renoir é um dos 2 indies que trazemos em mais uma Caçada na Arte.

Análise

Seasons After Fall: a vénia aos artistas

Seasons After Fall leva-nos de imediato para outros dois jogos que preencheram pelas melhores razões o nosso imaginário.

Caça ao Índio

Na língua dos Ps: Plataforma, puzzles e postalgia

O retro está tão na moda no mercado indie. Mas apesar de tudo, retro não começa pela letra P.

Caça ao Índio

Mas afinal quem é que precisa de 4k?

Num momento em que os 4K parecem uma febre obsessiva, trazemos 3 indies minimalistas que demonstram o verdadeiro poder da criatividade.

Opinião

Bound – Ligada ao Sonho

Talvez Bound seja um poema cujos versos estão escritos em imagens que lemos nas horas que passámos a dançar.

Caça ao Índio

Caçada semanal #32 Do alto das plataformas

O mercado indie tem mantido vivo o amor pelos jogos de plataformas.