RTS

Opinião

Warhammer 40K: Dawn of War III – o RTS para os dias de hoje

Warhammer 40K: Dawn of War III está a meio termo entre as mecânicas do primeiro e segundo jogos, e entre um RTS e um MOBA.

Caça ao Índio

Forts, como jogo, está forte!

  Lançado a 19 de Abril, Forts traz de volta e mistura conceitos de jogos como Worms ou do velhinho Gorillas, lançado em 1991…

Opinião

Megaglest – A minha experiência de Copo meio Vazio

Megaglest é um videojogo com o qual temo ser demasiado critica, e o problema, como em muitas outras coisas na vida, são as expectativas.

Opinião

Dawn of Andromeda

Dawn of Andromeda, um novo RTS 4X que tenta ser um Master of Orion.

Opinião

As duas margens de Halo Wars 2

A ideia de que o mercado contemporâneo não possui RTS é verdadeiramente falaciosa. Existem muitos jogos de estratégia em tempo real a ver a…

Caça ao Índio

Com o Diablo no corpo

Houve uma altura em que a forma como descreveríamos um jogo, estaria sempre limitada aos poucos grandes jogos que conhecíamos.

Caça ao Índio

Wartile: diários do meta-gaming

Os precursores de muitos dos videojogos actuais incorporaram conceitos, mecânicas e game design de jogos de tabuleiro e pen and paper RPGs na sua…

Caça ao Índio

Northgard: Age of Empires com sotaque Viking

Northgard é mais uma prova do contributo do mercado indie para o regresso dos RTS.

Antevisão

Subsiege e o Dia da MarMOTA

Subsiege chega-nos antes do tempo, para uma antevisão impossibilitada pelo facto de não ter ninguém… absolutamente ninguém para jogar.

Caça ao Índio

Caçada Semanal #63 Tiro e Quebra

Vamos falar de 3 indies e de Contra. Falamos de Contra só porque devemos falar de Contra sempre que possível.