steam

Caça ao Indie

Gatafunhadas de referências de tudo: Strike Force Kitty

O melhor de Strike Force Kitty são os fatos, cada um com uma referência hipster-geek-pop-nerd que desafia a nossa cultura.

Caça ao Indie

Pewpewdiepew

É uma caçada sobre 3 “jogos de tiros” e uma piada à onomatopeia e ao Youtuber. Pelo menos 2 destas falharam redondamente.

Análise

Extinction: o outro ataque dos titãs

Attack on Titans demonstra a luta de David contra Golias. Extinction quer beber desse sucesso. Mas conseguirá?

Caça ao Indie

Não se escreve indie sem as letras R, P e G

A centésima quinquagésima Caçada Semanal traz-nos dois excelentes RPGs indies como comemoração.

Antevisão, Caça ao Indie

Bem-vindos à Operação ao Forte Triunfo

Com o sucesso tremendo de Divinity Original Sin, é natural que alguns jogos lhe seguissem as pisadas. Fort Triumph é um dos que o faz, e bem.

Análise

Dead in Vinland: esta vida de Viking está a dar cabo de mim

Dead in Vinland é uma melhoria demarcada para a série. No entanto, não é para todos.

A Galinha dos Ovos de Ouro

[VENCEDOR] A GALINHA DOS OVOS DE OURO #02

Já sabemos que é que vai receber Resident Evil 5, Pretentious Game e Merchants of Kaidan para PC.

Caça ao Indie

Siege Saga: o outro lado de Angry Birds

E se em vez de sermos os pássaros jogássemos com a fação dos porcos?

Opinião

My Lovely Daughter: até o livro tem amnésia

My Lovely Daughter é um point and click de gestão de tempo e recursos bastante focado na repetição.

Caça ao Indie

Pequenos, mas nada traquinas

São 3 indies pequenos e nada traquinas. O Marques Mendes está aqui só como ilustração.