É perigoso andares sozinho, leva este twin stick shooter

É perigoso andares sozinho, leva este twin stick shooter

Caça ao Indie

Minishoot’ Adventures é um jogo que não deveria funcionar, mas funciona, e mais do que isso: é um dos mais originais e surpreendentes jogos deste ano.

Grand Soul Story e o regresso ao passado

Análise, Caça ao Indie

Um jogo que tenta imitar e homenagear uma época e género que coincide com a fase em que deixei de gostar do género e estilo. Tem tudo para correr certo, certo?

Void Wizard joga pelo seguro

Caça ao Indie, Crítica

É Void Wizard um mau jogo? Não, mas tem muitos mini-aborrecimentos aliados ao facto de não ter nada em que se evidencie.

Princess Peach: Showtime esconde-se à vista de todos

Crítica

Quando temos um ano com muitos e bons jogos, há alguns que mesmo que não o mereçam, acabam por passar algo despercebidos.

Entrevista com Filipe Rodrigues, criador de Gloomy Juncture

Entrevista

Entrevistei o produtor vila-condense de um thriller neo-noir com mecânicas point’n’click.

O Albergue dos Silêncios #36

O Albergue dos Silêncios

Para se ser notado na indústria dos videojogos, num mercado cada vez mais competitivo, há que criar novos conceitos. Num género como o metroidvania, que floresceu desde o boom dos jogos indie, por volta de 2010, onde Cave…

The Weird Dream: por vezes o médio é suficientemente bom

Caça ao Indie

The Weird Dream é um jogo mediano, e por vezes isso basta.

Distant Bloom: um planeta que desponta nas nossas mãos

Caça ao Indie

Distant Bloom segue uma premissa que se tem tornado recorrente no género: o de limpar e restabelecer um ecossistema.

Omega Crafter: linhas de código de diferenciação

Caça ao Indie

Omega Crafter foi uma surpresa numa maré de desinspiração dos survival crafting games.

O Albergue dos Silêncios #35

O Albergue dos Silêncios

Três promissores jogos de estratégia.