Eles andam nas paredes há 33 anos. O próximo ano marca finalmente o regresso da saga Alien aos videojogos. O jogo de nome Aliens: Colonial Marines tem tido um percurso algo conturbado, desde 2001, ano em que supostamente um jogo do mesmo nome deveria ter sido publicado para Playstation 2. E apesar do novo jogo nada ter a ver com essa relíquia, parece que a Gearbox Software tem surgido como um estúdio de resgate de jogos perdidos, tal como o malfadado Duke Nukem Forever.

O facto de Duke ser um jogo de qualidade questionável nada tem que ver com a capacidade da Gearbox, estúdio por detrás do grande, grande Borderlands. E por isso esperamos com antecipação o regresso dos implacáveis Xenomorphs, num jogo que oficialmente faz parte da saga Alien, com rumores de ligação inclusive ao filme Prometheus, mas que não passam disso mesmo, rumores. O que nos interessa como jogadores e fãs de Alien é mesmo que o jogo nos faça regressar ao ambiente opressivo e brutal dos filmes, na pele dos Marines, que sempre foram responsáveis pelos melhores momentos em todos os jogos da saga nos últimos 15 anos, mas também na pele dos simpáticos extra-terrestres, com componente singleplayer, campanha cooperativa e multiplayer. Caminhar por corredores claustrofóbicos apenas com o som do detector de movimentos que todos conhecemos tão bem, é suficiente para transformar os mais valentões em pedaços de gelatina chorona.

Cucu!

 

A acção do jogo inicia-se com a descoberta da nave U.S.S. Sulaco em órbita sobre LV-426, nave que teremos de explorar para compreender o que se passou com a tripulação. Algo que, ao longo dos últimos trinta anos, se tem revelado sempre uma óptima ideia. A história não é original, longe disso. E estamos tão habituados a este tipo de cenários exactamente pelo impacto que a saga teve ao longo destes anos todos, inspirando inúmeros filmes, livros ou videojogos. Mas não é por isso que deixamos de estar entusiasmados com o regresso de Alien. O jogo inspira-se em todos os elementos chave da saga, tentando ao mesmo tempo introduzir novas ideias e preencher alguns vazios deixados pelos filmes, de modo a construir uma obra consistente com o universo Alien.

A data de lançamento é de Fevereiro 2013, para PC, Ps3, Xbox 360 e mais tarde para Wii U. Será que é desta? Esperemos que sim.