A guerra de consolas entre a Microsoft e a Sony é como as declarações sobre a arbitragem. Servem para aparecer nos jornais. O certo é que os últimos 12 anos provaram-nos que ambas as consolas têm espaço de mercado e conseguiram mesmo atravessar uma das maiores crises financeiras das últimas décadas. Por isso passo a usar o termo “guerra” como um exagero que serve apenas como floreado gramatical.

Esta guerra não é só de hardware, é sempre também uma guerra de software. Por cada Halo temos um Killzone; por cada Gears temos um Uncharted; por cada Viva Piñata temos um LittleBigPlanet. O certo é que cada género de jogador e cada faixa etária encontra a sua praia em qualquer das consolas e nos seus exclusivos. Numa das batalhas mais acesas, esta pela melhor simulação, temos Forza e Gran Turismo.

Mas desta vez, curiosamente, a Sony não vai ter um simulador em combate com os carros da Microsoft. A Sony vai ter dois. Driveclub, o novo exclusivo da Evolution, larga o género de corrida mais louca do mundo meets Mad Max e passa a entrar no campeonato do realismo e da simulação. Desta vez temos a PS4 a tentar ultrapassar pela esquerda e pela direita ao mesmo tempo, quando Driveclub e o próximo GT da PS4 estiverem ambos disponíveis. Vamos é ver se Forza 5 não faz um truque de pista que leve os seus competidores a chocarem entre si.