A convite da Nintendo Portugal, o Rubber Chicken esteve presente numa conferência com Tsunekaz Ishihara, presidente da Pokémon Company, e Junichi Masuda o director dos jogos desde 2002 (Rubby & Sapphire) durante a E3 2013 e onde foram debatidas não só as novidades de X & Y, como também toda a história da série da Nintendo.

Pokémon X & Pokémon Y representa a sexta geração de jogos digitais de Pokémon e a primeira a estrear-se exclusivamente na 3DS. Toda a primeira parte da apresentação centrou-se na história do franchise que começou em 1998 (Estados Unidos) no Gameboy Original com 151 Pokémons e que na última edição já contava com 649 “bichos” diferentes. Confesso que para alguém como eu que foi experimentando cada jogo da série sem nunca se viciar ou despender muitas horas, em cada nova geração parece que estou a jogar o mesmo jogo. No entanto, a nova versão de 3DS é aquela que pela primeira vez me parece uma evolução significativa em relação ao título anterior e que, curiosamente, me deixou com uma enorme vontade de jogar.

Pokémon X & Pokémon Y E3 2013

 

Para começar, o novo Pokémon transporta a série, finalmente, para um universo 3D. Podem os fãs dizer que o aspecto 2D visto de cima é o DNA de Pokémon mas eu acredito na evolução dos jogos, não na repetição constante da mesma mecânica. Todos os jogos anteriores de Pokémon continuam disponíveis para jogar, por isso é de aplaudir que X & Y tenham modelado os cenários, personagens e Pokémon num mundo tridimensional.

Grande parte da apresentação foi passada a detalhar o processo de redesenhar todos os Pokémon em 3D, algo que já tinha sido iniciado com as aplicações Pokedex da 3DS e que aqui atinge o patamar final. Os modelos possuem texturas que mantém o estilo de desenho tradicional dos Pokémon o que resulta numa evolução que não choca e num design extremamente agradável e cheio de estilo.

O impacto é enorme, principalmente nas batalhas onde a câmara muda constantemente de ponto de vista e conta com ângulos dramáticos, mas também proporciona cenários que parecem saltar do ecrã 3D da consola, nos novos locais inspirados em França, das ruas de Paris às zonas campestres.

Pokémon X & Pokémon Y E3 2013_E32013_03

 

Colecionar, Lutar, Trocar. Este será sempre o código da série e o que traz jogadoras e jogadores de volta década após década. Trocar foi até desde o início uma forma única de evoluir alguns dos Pokémon e desde o primeiro Game Boy que sistemas como o Nintendo Link permitiram implementar esta mecânica. A evolução nas ligações duma portátil conduziram-nos às consolas “sempre ligadas” da actualidade e as funcionalidades da 3DS permitem implementar novas ideias. O PSS, ou Player Search System, é a maior inovação na forma de trocar Pokémon.

O PSS está sempre disponível no ecrã de toque da consola e divide-se em três áreas: Friends (amigos), Acquaintances (conhecidos) e Passerby (de passagem). O reconhecimento destas categorias pode ser feito através do modo wireless local, mas para funcionar com todo o potencial precisa de utilizar a ligação WiFi da consola. A ideia é que a consola esteja constantemente a procurar outros jogadores online. A partir do momento em que encontramos jogadores, estes aparecem listados (com um ícone da personagem) na categoria de passagem. A partir daqui podemos iniciar uma batalha ou uma troca de forma rápida.

Pokémon X & Pokémon Y E3 2013

 

A partir da primeira interacção as outras jogadoras e jogadores passam a estar presentes na lista de conhecidos e se voltarmos a interagir então temos a oportunidade de convidar para a lista de amigos e para garantir que não perdemos o fio à meada podemos adicionar 100 pessoas à nossa lista de favoritos. Nunca foi tão fácil encontrar pessoas com quem lutar e trocar online e com um lançamento global em simultâneo do jogo esta nova funcionalidade garante que desde o primeiro dia vamos ter logo muitas opções de interacção. Este lançamento global único provou ser um dos maiores desafios para a Game Freak. Os 800 mil caracteres Japoneses presentes no jogo transformam-se em 1.400.000 no Inglês que depois serve de base às restantes traduções mas, pela primeira vez, o Ocidente não tem de esperar.

Pokémon X & Pokémon Y E3 2013

 

Regressando às batalhas existe um novo tipo de combate denominado Horde Encouters. Nestes confrontos, encontramos 5 Pokémons selvagens na mesma batalha e cada um pode ser de um género distinto. Para além de proporcionar mais um elemento estratégico na abordagem a estas batalhas, estes encontros equilibram o balanço do jogo pois antes bastava capturar uma vez um Pokémon forte para o mesmo se deixar de tornar uma ameaça. Também para equilibrar o jogo foi introduzido o novo género Fairy (não, não é do elemento detergente), o 18º tipo de Pokémon e que serve para devolver o equilíbrio desfeito com a introdução dos “Dragões”.

As batalhas incluem também combates aéreos onde a câmara ainda está mais livre. Em todos os combates o detalhe 3D é visualmente belíssimo e os movimentos especiais ganham outro impacto.

Pokémon X & Pokémon Y E3 2013

 

Mas existem muito mais novidades e algumas que respondem aos pedidos de vários anos. O movimento passa a estar disponíveis em 8 direcções, incluindo as diagonais, embora continue baseado em grelha pois a mesma é necessária à ocorrência dos random encounters (aquilo que eu mais abomino na série mas que sei perfeitamente que é uma das coisas que os fãs não querem ver fora do jogo). No entanto, existem muitas novas formas de deslocação pelo novo título que incluem bicicletas, patins, escorregar em corrimões e até, finalmente, “cavalgar” os nossos Pokémon. Curiosamente, nestas formas de movimentação não existe grelha e o Circle Pad proporciona movimento livre em todas as direcções. A dúvida que ficou é se ao movimentarmo-nos desta forma podemos evitar os encontros. Foi no entanto garantido que um certo tipo de locomoção pode estar disponível numa área de jogo e não estar noutra.

A outra grande novidade é Nintendo Dogs, perdão, Pokémon-Amie que implementa um sistema de animais de estimação com as nossas capturas. Agora podemos brincar, alimentar ou acariciar os nossos Pokémon, o que é uma forma inteligente dos criadores tentarem ligar emocionalmente os jogadores à sua colecção.

Pokémon X & Pokémon Y E3 2013

 

A última das novidades apresentadas foi a possibilidade de personalizarmos o nosso personagem (cabelo, olhos, etc). Isto tornou-se necessário por causa do sistema PSS e para que cada jogador online e nas listas possa ter um aspecto diferente dos restantes.

A Game Freak e a Pokémon Company afirmam que Pokémon X & Y é o culminar de todo um caminho evolutivo da série que agora chegou a um hardware que permite executar na totalidade a visão dos criadores. Pela primeira vez em 3D e com um sistema de troca online que não só é rápido como acessível, o novo título traz muitas novidades e novas mecânicas de jogo que, não deixando de ser Pokémon, fazem finalmente evoluir a série para novos caminhos e provocam a sensação de estarmos a jogar algo original e diferente dos restantes. Algumas características continuam por implementar. O jogo continua a ter apenas um único save file (o que não se compreende) e ainda não existe forma de trazer para este jogo os Pokémon da DS normal. Mas com tantas novidades é de aplaudir uma versão que avança tanto com o franchise. Venha a versão Wii U em mundo aberto. Queriam, não queriam?