Neste caso não é na pista de dança mas é na arena de combate. E assassinato é mesmo só a um dos meus eventos favoritos como já tinha referido aqui.

O meu gosto por Battle Bots, já vem de alguns anos atrás, não só gostava de ver os eventos como também adorava o Robot Arena II. Era um jogo que continha uma grande parte do que muitos podiam considerar aborrecido mas era algo que eu contemplava com o maior prazer. A construção mecânica de um bot é a parte essencial de um destes jogos, pode ser muito divertido dar umas marretadas no adversário ou fazer peças de alumínio saltar com uma serra eléctrica, mas sem a parte mecânica é impossível chegar a esse ponto.

Robot Arena III 2

No segundo jogo, os menus de construção era intuitivos e fáceis de manobrar, podíamos demorar mais até perceber porque o nosso robot não andava ou porque o martelo não batia, mas isso eram pormenores de engenharia, não de interface. Em Robot Arena III, o desenho e construção do Bot é uma tortura. Se é uma tortura para quem gosta e está habituado, imaginem para quem nunca jogou. Existe um manual online que é essencial ler antes de tentar construir seja o que for, e não se preocupem que os primeiros vão ser complicados, mas depois vão lá chegar.

Apesar de existirem alguns criados e podemos ir buscar outros que outros jogadores fizeram, a complexidade da construção tira bastante ao jogo, tira-lhe muita da sua essência.

Robot Arena III

De resto, quando colocamos um Bot na arena deparamos com uma má qualidade gráfica, não que os antecessores fossem muito melhores mas já avançámos alguns anos desde então. Controlar um Bot que não é nosso é como um porco conduzir um camião, não sabemos para que servem os botões nem chegamos aos pedais, daí ser tão importante que controlemos o nosso.

Existem modos multiplayer e uma carreira para jogadores individuais onde participamos em vários torneios de eliminação.

Robot Arena III, em Early Access no Steam pode um dia valer os €19.99 que pedem por ele quando estiver acabado, mas neste momento, e como fã não acreditam o que me custa dizer isto, não vale mais que metade disso.