Nunca percebi esta expressão idiomática. Tentei variadíssimas vezes atribuir um significado esotérico à parte “em cuecas” mas em vão. Será que o autor (ou autora) original da expressão pensou na possibilidade de o fim do mundo ser algo tão inesperado que nos consiga apanhar de surpresa, apenas em roupa interior? Ou será que o caos do final dos tempos é algo que pode acontecer a meio de um regabofe colectivo? Acho que nunca saberemos. Espero, porém, que o mundo não acabe. E se acontecer espero estar com o meu melhor fato, como dizia o malogrado Kevin Gilbert, a receber o Apocalipse.

Se o fim do mundo for realmente em cuecas e houver uma festa de despedida pelo meio, de certeza que os jogadores presentes podem despedir-se da terra com Brief Battles, o party game desenvolvido pelo estúdio Juicy Cupcake e lançado para PS4, PC, Xbox One e Nintendo Switch.

Pelo meio do que muitos poderiam considerar um arena brawler (mantenho a opinião que o deus-maior do género, o Super Smash Bros, é um party game), Brief Battles é uma das propostas mais ridiculamente sérias que podemos encontrar. Um jogo onde um conjunto de homúnculos cor-de-rosa saltam plataformas a desviarem-se de obstáculos, evitando que as proverbiais cuecas se destruam.

A sensação de familiaridade com os controlos de Brief Battles devem-se ao facto destes serem herdados de um qualquer Super Mario Bros. contemporâneo, com uma diferença (para além do facto usar as suas cuecas, supomos, por baixo do macacão): os nossos personagens têm a capacidade de “fugir com o rabo à seringa” agarrando-se ao tecto, e movendo-se como um Fuzileiro em treino.

Tudo em Brief Battles é humoristicamente ligado a roupa interior. Sejam os power ups, que os hilariantes nomes remetem para os poderes intrínsecos que nos dão, ou aos diferentes modos single e multiplayer que fazem uso da roupa interior para criar desafios distintos.

Apesar do cerne de Brief Battles ser a componente multi-jogador local, com diversão destinada ao sofá (uma sugestão que deixamos é que obriguem todos os vossos amigos a terem roupa interior vestida para partilharem a experiência convosco) há um conjunto de desafios single player que conseguem manter a vida do jogo para além da partilha de local multiplayer.

Brief Battles é um dos mais originais party games que jogámos este ano, muito graças à sua temática. Divertido, diversificado e difícil, as muitas gargalhadas pueris que as nossas batalhas com projécteis, flatulência e roupa interior nos dão encaixam na perfeição no visual cartoonesco do jogo.