Tal como Epicus foi ignorado em prol de outras lendas como Hércules ou Aquiles, Million to One Hero, jogo onde Epicus é protagonista, provavelmente será deixado como uma nota de rodapé nos anais da história dos indie games. Não por ser mau mas por estar enfiado no pantanal cheio de lodo inútil que é o mercado digital de videojogos. Million to One Hero é precisamente esse 1 num milhão de jogos que consegue ter tudo em bom, mas apenas uma ou outra pessoa o irão descobrir e é essa a maior falha neste jogo.

Antes de avançar com qualquer outro comentário sobre Million to One Hero Million vamos tirar algumas coisas do caminho, este jogo tem aparentemente muito pouco na sua superfície, um platformer de aventuras com comandos muito simples: correr, saltar, e atacar com uma arma principal e uma secundária. Ao avançar nos níveis de tutorial vemos que apesar de não ter as partes habituais dos dual-shooters modernos de 16-bits tem bastantes mecânicas que dinamizam os níveis em que aprendemos a manobrar o herói grego que vai viver aqui as suas aventuras. O porquê das mecânicas algo limitadas e outras mais abrangentes serem tão importantes para o jogo é que o tutorial e os poucos níveis base do jogo são o mínimo que encontramos aqui, porque a sua grande arma é o seu poderoso criador de níveis.

Pensem em Million to One Hero como uma espécie de Mario Maker para PC. Ou para quem não quer ter uma consola. Tudo bem que não tem a chancela da Nintendo nem o nome de uma das franquias mais conhecidas do mundo dos videojogos mas tem uma ferramenta capaz de desafiar qualquer potencial criador de videojogos e depois os jogadores que quiserem enfrentar as obras destes. Mas como disse no início a maior falha de Million to One Hero é também o seu maior trunfo. Uma espécie de faca de dois legumes como dizia o outro. Por um lado temos uma ferramenta capaz de ajudar a criar os mais fantásticos e desafiantes níveis de 16-bits, projectados nas mentes de outros jogadores. Por outro, precisamos de jogadores para o fazer, e sem conseguir a massa crítica de vendas e utilizações para ter sumo suficiente na sua base de dados para alimentar os jogadores e outros novos Million to One Hero irá, infelizmente, cair no esquecimento.

Million to One Hero é um jogo com bastante potencial de diversão especialmente se quiserem dar asas à vossa imaginação e criar desafios interessantes, desde que tal como Ícaro, não vão muito perto do sol.