Dungeon Defenders: Awakened é um jogo do género tower defense com alguns elementos de dungeon crowler. O ambiente é o típico de fantasia medieval e não há que enganar nesse aspecto, temos varias classes e uma panóplia de itens que vão desde ao equipamento às armas e feitiços.

É um jogo simples que merece uma descrição simples, como qualquer jogo do género tower defense: temos que defender um ponto do mapa que neste caso é um cristal, enquanto somos atacados em vagas de inimigos que vão tentar atravessar o mapa até chegar ao dito cristal e destruí-lo. Nós temos que preveni-lo de variadas formas, a mais elementar é ir colocando obstáculos nos caminhos para retardar o avanço das hordas de inimigos, à medida que temos mais pontos/moedas para gastar podemos usar ferramentas que auxiliam os ditos obstáculos, por por exemplo a Balista que dispara à distância.

Por fim somos nós mesmos uma das defesas do cristal, porque os obstáculos não vão aguentar sozinhos temos que ser nós a desferir dano aos inimigos que tentam chegar ao cristal.

Os inimigos são diversos também, uns são simples peões e outros causam dano à distância, e há os mais fortes que são tanques autenticas e destroem barreiras muito rapidamente, outros carregam explosivos e por ai.

Dentro do género se o jogo tivesse tido um maior sucesso relativo diria que era um FIFA dos Tower Defense, porque de facto pouca coisa muda além do aspecto. Este não é o primeiro jogo da série e mudou muito pouco além de algumas mecânicas e pequenos aprimoramentos, como por exemplo o sistema de loot, mas é essencialmente o mesmo dos anteriores.

Esta ultima versão levou um update geral gráfico, muito embora não me pareça que tenha dado assim um salto tão grande no visual. Recomendo jogar em cooperativo com amigos, porque jogá-lo sozinho pode tornar-se aborrecido depois de terem feito as missões e os mapas todos que são mais que uma dúzia.

Percam tempo nos modos de dificuldade mais elevados, os mais baixos podem ser usados treino porque pouca dificuldade representam, já que os mapas são algo diversificados.

Diria que o jogo é um refinamento dos anteriores como se fosse um remaster, mas continua a precisar de melhoramentos: ainda tem alguns bugs e glitches (ocasionais), já a IA não apresenta grande dificuldade ao jogador, sendo esta mais por força bruta com o numero de vagas nos modos de dificuldade mais altos.

E é isto, é simples, não compromete demasiado, é agradável para passar o tempo, mas não vão encontrar aqui um jogo que vos faça dedicar muito tempo nele dado que de historia só tem a base introdutória, com um Lore quase nulo, e as diferentes classes estão lá para o jogador ter mais diversidade de abordagens de como pode defender o cristal.

Falar mais sobre o pouco que tem já seria ainda mais reduzir o interesse no mesmo, porque o jogo apesar de simples é um bom entretenimento para aquelas alturas que não nos apetece jogar coisas mais complexas. A verdade é que muitas vezes o simples também pode ser bom. E este é um desses casos.