Caçada Semanal #284

Não sou tão fundamentalista como o Rui Parreira. Por norma não me importo de jogar jogos em acesso antecipado aliás, o meu jogo preferido deste ano está ainda em acesso antecipado (Valheim), mas ambos os casos que deixo hoje não recomendo. Um porque me parece que não será possível de jogar alguma vez na vida, outro porque, embora divertidinho, não me parece ser especial o suficiente para manter uma população saudável. Disse-o há bem pouco tempo, é muito difícil criar uma comunidade do zero. Uma batalha e tanto!

Eville [PC]

Vamos já tirar a vaca fria da mesa. Não tenho paciência para esperar por quem não prometeu de vir. Eville é um jogo multijogador permanentemente online. Um jogo assimétrico a emular o estilo de Among Us, embora com grafismo 3D e aparentemente com outros twists. De certa forma, e considerando o que interpretei das regras e importância dos papéis, muito mais elaborado.

O problema é que não faz sentido jogar isto sem ser online e são precisas no mínimo 4 pessoas para o jogo arrancar. Ora, eu nunca encontrei um servidor activo e ninguém alguma ver se juntou a um lobby que tivesse aberto. Curiosamente estão múltiplas vezes a passar streams suas na página do Steam, mas ou é sempre a mesma repetida, ou são jogos entre amigos com lobbys fechados, já que eu nunca apanhei ninguém a jogar.

Por mim não toquem nisto ou esperem pelo lançamento. Deixo-vos o trailer para poderem ver o que é… mais ou menos. Joguem antes o modo impostores no Fortnite.

Rocket Rumble [PC]

Fazer estas misturas é o papel do nosso querido líder, nem sei bem como misturar jogos no mesmo texto, por isso faço mesmo à bruta. Rocket Rumble tem os mesmos problemas fundamentais de Eville, acesso antecipado e multijogador online (embora este permita corridas locais). Isso mesmo, Rocket Rumble é um jogo de corridas em que corremos com animais equipados com foguetes que fazem com que imitem, entre outros, Pacer, que por sua vez era Wipeout com armas. O twist aqui é que o fazem em movimento lento.

Para além da corrida propriamente dita vamos apanhando várias armas pelo caminho ao estilo de Mario Kart, armas essas que depois usamos para tentar fazer explodir os adversários. O sistema de pontuação é um bocado confuso. Ganhar uma corrida não envolve propriamente ganhá-la na pista, o mais comum é mesmo que quem cruza a meta em primeiro acabar por nem vencer. Ganhamos pontos por atingir os adversários, conquistar checkpoints e chegar em primeiro à meta. Cada animal pode ser atingido 3 vezes antes de ser destruído, ao quarto hit perde um checkpoint. Se cair da pista perde imediatamente um checkpoint. Também podemos dar um “chega para lá” para fazer o adversário bater no cenário, e há uma data de armadilhas para dificultar a condução.

Tudo muito simples até passar para a pista. A maioria dos meus jogos foi apenas um para um, mesmo quando cada corrida deveria englobar quatro pilotos. Um contra um torna relativamente fácil elaborar uma estratégia para maximizar as nossas chances, quando estão três pilotos em pista já se torna caótico e no meio dos empurrões e explosões foi comum perder o meu boneco de vista, ou pensar que era outro. Não é um jogo de percepção fácil. Mais uma vez é comum só estarem duas pessoas online, e nunca joguei com a dotação máxima da pista.

De momento o jogo apenas tem 3 pistas. Antes de começarmos a corrida podemos votar na nossa preferida. São todas divertidas.

Consoante vamos jogando vamos obtendo moeda que, de momento, serve para comprarmos cosméticos para qualquer um dos 4 pilotos disponíveis. Não sei bem dizer se o ritmo a que desbloqueamos moeda é rápido, mas pareceu bastante lento para um jogo págo. Se fosse um jogo gratuito parecia adequado, mas assim não sei bem. Em nenhum lado me pareceu que fosse vir a ser possível comprar moeda no futuro, mas nunca se sabe. Não meto as mãos no fogo… Com cada corrida ganhamos pontos para progredirmos no rank. A cada novo rank ganhamos uma recompensa cosmética. Sim, o sistema é mesmo esse, tipo um battle pass, sem o ser.

Neste momento temos disponível quick play online e o já mencionado local play. Previstos para o futuro estão o modo competitivo e o modo de treino. Pelo menos é o que aparece.