Caça ao Indie

Análise, Caça ao Indie

Sei-te de Cor-omon, cada traço, do teu design

Coromon não é imediato e demorei a desapegar-me de certos confortos emocionais que Pokémon me dá.

Análise

Horizon: Forbidden West – uma viagem por um dos grandes jogos do ano

Horizon: Forbidden West é uma sequela que expande a narrativa de forma interessante e épica, apresenta novas personagens, histórias, tribos e monstros robóticos.

Análise

Gran Turismo 7: corridas no limbo entre gerações

Gran Turismo 7 é um jogo competente, que certamente vai agradar aos fãs da série. Mas não considero que puxe pelo género.

Análise, Caça ao Indie

Kinduo não tem nada a ver com quizomba

Kinduo não é bom nem mau, muito pelo contrário. Com um público alvo aparentemente bastante curto, qual será o seu verdadeiro espaço?

Análise, Caça ao Indie

Não se iludam, Forts não é Worms

Forts chamou-me a atenção pela nostalgia que o seu trailer me incutiu. Parecia Worms. Está longe de o ser, mas tem o seu valor próprio. Isso era escusado.

Análise

Kansei: The Second Turn HD: cansei rapidamente

Quando Kansei se esforça para começar a ser um jogo, já estamos um bocado fartos dele.

Análise, Board Games & Chicken Wings

O que pensar de Pessoa?

Que há muito que os jogos são mais que um simples passatempo já nós sabemos. Que são cada vez mais uma referência lúdica, pedagógica…

Análise, Crítica

Agent Intercept: o futuro da Tesla

O que acontece quando se mistura Spy Hunter, Resogun e esteróides? Agent Intercept.

Análise

LEGO Star Wars: The Skywalker Saga – o Universo cabe numa peça de LEGO

LEGO Star Wars: The Skywalker Saga é possivelmente um dos grandes jogos familiares deste ano e o jogo mais ambicioso que a TT Games já fez.

Análise

Ghostwire: Tokyo, onde a cidade é a verdadeira protagonista

Ghostwire Tokyo é uma aventura interessante, mas está longe de ser aquele grande título next gen.