Análise

Tropico 6: quem quer ser autoritário?

O mais complexo city builder e um dos melhores de sempre? Simples: Tropico 6. E viva a revolução!

Análise

Tom Clancy’s The Division 2: Análise a dois

The Division 2, em Bom Português, é A Divisão 2. Ora, sendo que entre nós as opiniões são algo fracturantes, optamos por, literalmente, dividi-las!…

Análise

Devil May Cry 5: o melhor entre os melhores

Eu amo a série Devil May Cry tanto como ananás na pizza mas nem assim estava à espera de algo tão bom.

Análise

Tannenberg e o regresso à Primeira Grande Guerra. Outra vez.

A Primeira Guerra Mundial é uma coisa estranha. Por um lado, é, provavelmente, o evento mais marcante da história da Humanidade. Por outro, é…

Análise

Ape Out: Hotline Bananas

Ape Out, pela violência e abordagem conceptual e estética acaba por encaixar-se nesse segmento de títulos quase naturais da Devolver.

Análise

Trüberbrook: a excelência no set de um filme de animação

Trüberbrook é obrigatório para todos os fãs de point ‘n clicks e é indubitavelmente um dos melhores jogos deste início de ano.

Análise

Bannermen: Kramer contra Kramer dos RTS

Na realidade o grande problema é mesmo o facto de Bannermen não estar apenas a seguir as linhas orientadoras do género, mas de se encerrar dentro delas com uma espécie de mínimos olímpicos.

Análise

Outbreak Origins: zombies à solta no Dolce Vita Tejo

Em 30 minutos nunca me lembrei que podia tirar os óculos e sair dali.

Análise

Análise: Singularity 5 VR, um brilhante Wave Shooter

A entrar em 2019 o primeiro titulo VR que me chegou às mãos para testar foi este Singularity 5, um Sci-Fi Wave Shooter produzido pela Monochrome…

Análise

Jump Force: quando a união faz a fraqueza

Um crossover com as suas maiores franquias não é novidade, mas foi a especial atenção que Jump Force teve quando teve a sua revelação no palco da E3 2018 que o tornou especialmente ansiado por jogadores por todo o globo.