Análise

SteamWorld Quest: a excelência forjada a ferro e vapor

Pode um dos candidatos a jogo do ano de 2019 ser um indie deck builder RPG com robots em ambiente medieval? SteamWorld Quest diz que sim.

Análise

Os dias que já não voltam: Days Gone

Days Gone não é o jogo mais relevante do género ou o mais inovador da PS4, mas é destinado a todos aqueles que adoram a temática dos pós-apocalipses zombies.

Análise

Weedcraft Inc: Farmville da Cannabis

Weedcraft Inc é um dos mais peculiares da História: onde plantamos, vendemos e gerimos um império de cannabis.

Análise

Yoshi’s Crafted World: corta, recorta, e une a família

Em Yoshi’s Crafted World o level design é de excelência, não por incluir uma grande criatividade mecânica, mas por representar uma grande originalidade na forma como são construídos os elementos de cenário com cartolina.

Análise, Board Games & Chicken Wings

Robinson Crusoe: Adventures on The Cursed Island

Robinson Crusoe: Adventures on the Cursed Island é um jogo cooperativo de 1 a 4 jogadores que toma lugar numa ilha onde a sobrevivência está amaldiçoada!

Análise, Touch Me!

Florence e̶ ̶a̶ ̶m̶á̶q̶u̶i̶n̶a̶ e o amor

Olá. Permitam-me que apresente. Sou o Ricardo Mota e não sou, habitualmente, um jogador de jogos mobile. A apresentação, vincando a negativa, serve como…

Análise

Tropico 6: quem quer ser autoritário?

O mais complexo city builder e um dos melhores de sempre? Simples: Tropico 6. E viva a revolução!

Análise

Tom Clancy’s The Division 2: Análise a dois

The Division 2, em Bom Português, é A Divisão 2. Ora, sendo que entre nós as opiniões são algo fracturantes, optamos por, literalmente, dividi-las!…

Análise

Devil May Cry 5: o melhor entre os melhores

Eu amo a série Devil May Cry tanto como ananás na pizza mas nem assim estava à espera de algo tão bom.

Análise

Tannenberg e o regresso à Primeira Grande Guerra. Outra vez.

A Primeira Guerra Mundial é uma coisa estranha. Por um lado, é, provavelmente, o evento mais marcante da história da Humanidade. Por outro, é…