Caça ao Indie

Crítica

Antevisão, Caça ao Indie

Dread Templar: 2021 a vestir-se de 1997

Dread Templar é o melhor revivalismo que podemos encontrar: aquele que não se limita a prestar homenagem a um período específico,.

Análise, Caça ao Indie

Infestor: quando as slimes atacam

Infestor é um jogo simples, de pick up and play e de gastar uns euros na Store.

Antevisão, Caça ao Indie

Patron: aqui estou, Manuel Acácio

Patron tem um longo caminho de equilíbrio e aprofundamento mecânico para fazer, sendo que os seus autores vão ter seriamente de repensar o seu ritmo.

Análise

Análise – Psychonauts 2: jogo de nicho é a tua prima!

Psichonauts 2 melhora em todos os aspectos o primeiro jogo da franquia. Será isso suficiente para o retirar da lata dos jogos de nicho?

Análise, Caça ao Indie

Monster Harvest: o pesadelo de Stardew Pokémon

O loop mecânico de Monster Harvest é uma fastidiosa festa de grind, fazendo dele um festival de potencial perdido.

Antevisão, Caça ao Indie

Acesso antecipado? Hummmmmm, não sei!

Jogos em Acesso Antecipado nem sempre têm a vida fácil, especialmente quando estão dependentes da comunidade online. Eis mais dois exemplos disso.

Análise, Caça ao Indie

Meia hora à Benfica

Apple Slash é muitíssimo curto e será esse o seu maior problema. Foi um teste a ver como as pessoas reagiam. Espreitem a análise para as tais reacções.

Antevisão, Caça ao Indie

Zelter: acesso “Abandonado”

A falta de objetivos e uma história pagam muito cedo a vontade de continuarmos a jogar por mais que uma hora ou duas.

Análise

Psychonauts 2: uma nova viagem à mente de Tim Schafer

Psychonauts 2 é um dos grandes jogos do ano. Uma aventura muito própria, uma trip audiovisual com valores de produção impressionantes.

Análise, Caça ao Indie

Boyfriend Dungeon alia o mais ou menos de dois mundos

Boyfriend Dungeon alia uma novela visual carregada de romance a um dungeon crawler carregado.. de coisas normalíssimas. Aqui fica a análise.