Category - Crítica

Footgun: Underground – FIFA Street Roguelike

Antevisão, Caça ao Indie

Footgun: Underground não é Nike: The Mission, mas podia ser.

Disney Illusion Island, um metroidvania para quem quer entrar no género

Crítica

Quatro amigos da Disney numa aventura metroidvania; boa para quem for estreante, satisfaz o suficiente para quem já tem calos nas mãos de jogar títulos deste género.

Detective Pikachu Returns pode não ter vindo na altura certa

Crítica

Detective Pikachu Returns até é um jogo divertido, mas num ano com tanta coisa boa vai acabar escondido nos escaparates.

Prince of Persia: The Lost Crown é a primeira gema de 2024

Análise

Este é o Prince of Persia que sempre desejei.

Alterium Shift: os 3 caminhos de um ambicioso JRPG indie

Antevisão, Caça ao Indie

Alterium Shift assume-se como uma excelente homenagem indie à época dourada dos JRPGs.

Avatar: Frontiers of Pandora – noves fora Na’Vi

Análise

Explorar um mundo lindíssimo, mas vazio, acaba por aborrecer facilmente.

Super Mario RPG é o JRPG para toda a gente

Crítica

Embora não tenha a quantidade e complexidade de conteúdos que os jogos do género nos habituaram, Super Mario RPG vale bem a pena.

Harvest Moon: The Winds of Anthos – estar melhor não significa estar bom

Análise

Harvest Moon: The Winds of Anthos é o melhor Harvest Moon em muitos anos, mas isso não faz dele um jogo bom.

Super Mario Bros. Wonder tem criatividade que chega para 40 jogos

Crítica

Sei que o nosso querido líder já falou sobre Super Mario Bros. Wonder, mas o jogo é tão bom que eu também quero!

Alan Wake II: a originalidade no medo

Análise

Alan Wake II prova que o género survival horror pode ter novas ideias.