Caça ao Indie

Parabéns. A bicentésima caçada indie está aqui

Duzentas caçadas semanais depois, aqui estamos.

Caça ao Indie

Vamos brincar aos gestores?

Não é preciso um “mini-caixotinhe” para tentármos ser bons gestores. Para isso os 3 indie que jogámos esta semana são uma brilhante resposta.

Caça ao Indie

Novas velhas glórias

Como Beto Acosta, os 3 indies desta Caçada são por muitos considerados velhos, mas para outros podem ser a diferença entre o fracasso e a glória.

Antevisão, Kinder Surpresa

Galaxy Squad: ou FTL+XCOM-ish…

Galaxy Squad, quando um homem faz mais que muitos.

Kinder Surpresa

Sigma Theory – a teoria da identidade

Sigma Theory da Mi-Clos traz todo o código genético do estúdio francês e mostra sinais de evolução para algo brilhante.

Caça ao Indie

Niffelheim: forjado no gelo

Niffelheim não era o jogo que estavamos à espera, mas foi um jogo que gostamos de testar.

Caça ao Indie

Terrorarium: alguém pediu um Pikmin de vão-de-escada?

Comparar Terrorarium a um mockbuster de Pikmin pode não ser muito justo, mas infelizmente, há pouco interesse nele para além disso.

Caça ao Indie

O trágico amor de Jack e Jill

Rohan Narang, o criador de Jack ‘N Jill DX é um deus cruel.

Caça ao Indie

Super Captain 3D e Crime Girl: a dupla improvável de super-heróis

Super Captain 3D e Crime Girl dois retro indies que podem dar algum gosto a quem os joga.

Caça ao Indie

Stickybots e Dead Dungeon em plataformas opostas

Stickybots e Dead Dungeon são dois platformers indie que são tão opostos como dois lados de uma moeda.