A Hora do Meh

Espirito de “artista”

A arte está no espirito do Artista. Há é uns artistas com mais espírito que arte.

A Hora do Meh

Dragões e Mehsmorras

O filme de Dungeons and Dragons ainda hoje nos causa pesadelos. Por outro lado há jogos que são tão inócuos que nem isso fazem.

A Hora do Meh

A última Hora do Meh

Depois de um ano repleto de jogos medianos decretamos aqui a última A Hora do Meh. Do ano.

A Hora do Meh

Crónicas de um Verão aMehno

O derradeiro momento de um Verão cheio de jogos meh.

A Hora do Meh

Quando RPG passa a RPMeh!

Apanhar RPGs medianos é quase como tirar 1 num dado de 20. Mas menos crítico que isso.

A Hora do Meh

It’s a Cruel, Cruel SumMEHr

O Verão pode ser bom, mau ou assim-assim. Os jogos também. Esta é a primeira parte das crónicas de jogos meh deste Verão.

A Hora do Meh

Crowd Smashers – Kameha…meh!

Crowd Smashers é divertido, em pequenas doses, antes de nos contagiar uma vontade de ir jogar uma coisa qualquer, mais completa, mais profunda.

A Hora do Meh

Beyond Enemy Lines – mais não, por favor!

Beyond Enemy Lines é um jogo de acção furtiva que promete passar furtivamente pela vossa biblioteca de jogos instalados.

A Hora do Meh

A Hora do Meh ao som de André Sardet

André Sardet é a Banda-Sonora oficial d’A Hora do Meh, sendo ele mesmo o pai desconhecido do Meh!

A Hora do Meh

SkyTime ou Os Jogadores: bilhete só de ida para Meh!

Skytime (o jogo indie) e Os Jogadores (série da RTP) são duas tentativas aquém das suas potencialidades.