Caça ao Indie

Rubricas

Análise, Caça ao Indie

FutureGrind: as corridas de motas impraticáveis de amanhã

Um desporto do futuro com motas de rodas coloridas verticais e rotativas e que rapidamente levam os seus pilotos à morte.

Análise, Caça ao Indie

Pikuniku: a necessária dose de absurdo nos nossos dias

Falta mais absurdo na nossa vida. O tom sério de todas as coisas que se passam à nossa volta parece que se reflecte na…

Análise, Caça ao Indie

Quão sexy consegue um pixel ser?

A série que nos deixou a todos a suspirar para pixeis num ecrã está de volta: Leisure Suit Larry voltou numa nova aventura para nos fazer esquecer os maus jogos da década passada.

Análise, Caça ao Indie

TSIOQUE. Lê-se “choke” e joga-se “maravilha”

TSIOQUE é uma aventura gráfica brilhantemente ilustrada e animada, fazendo lembrar em muito o trabalho de Don Bluth.

Hens of Pen and Paper

Jogos Narrativos e a Liberdade Infinita

Toda a liberdade que advém deste infinito oceano de possibilidades pode intimidar até o mais corajoso aventureiro, procurando este conforto nos jogos narrativos que se mostram mais estruturados.

Análise, Touch Me!

Out of the Box (como ficar fora da caixa)… ou da discoteca

Out of the Box põe nas mãos de qualquer um o poder de deixar entrar alguém na mais popular discoteca das redondezas. Quem nunca…

Caça ao Indie

Histórias de princesas e dragões gatos

Os indies desta caçada falam de princesas fortes. E de gatos.

Caça ao Indie

You give Early Access a good name

Ainda há quem dê bom nome aos indie Early Access do Steam. 2084 e Chef: a Restaurant Tycoon Game são dois deles.

Caça ao Indie

Bem-vindos ao futuro

Estamos em 2019. O futuro é agora. E é isso que nos provam os 3 indies deste artigo.

Caça ao Indie

A primeira do ano

A primeira caçada semanal de indies de 2019 traz-nos Coffence, Speed Brawl e My Brother Rabbit.