Author - Gonçalo Carvalho

Fabledom mudou mas manteve-se igual

Caça ao Indie

Depois de um ano em Acesso Antecipado eis que é lançada a versão final de Fabledom. O que mudou?

Lightyear Frontier precisa de mais tempo no forno

Antevisão

Há alturas em que pensamos que um jogo tem tudo para o adorarmos, mas depois percebemos que afinal não. Às vezes são só gases.

Grand Soul Story e o regresso ao passado

Análise, Caça ao Indie

Um jogo que tenta imitar e homenagear uma época e género que coincide com a fase em que deixei de gostar do género e estilo. Tem tudo para correr certo, certo?

Void Wizard joga pelo seguro

Caça ao Indie, Crítica

É Void Wizard um mau jogo? Não, mas tem muitos mini-aborrecimentos aliados ao facto de não ter nada em que se evidencie.

Princess Peach: Showtime esconde-se à vista de todos

Crítica

Quando temos um ano com muitos e bons jogos, há alguns que mesmo que não o mereçam, acabam por passar algo despercebidos.

Nexus Defenders e os carreirinhos na chuva

Caça ao Indie

Nexus Defenders estava completamente fora do meu radar, mas revelou-se uma surpresa desafiante.

Finalmente fui jogar Hellblade: Senua’s Sacrifice

Ia-me Esquecendo

Houve sempre algum motivo que me afastou deste jogo, mas creio que o maior foi ter feito juízos de valor que se revelaram errados.

The Order of the Snake Scale está no passado

Análise, Caça ao Indie

Embora seja um jogo divertido e inteligente, The Order of the Snake Scale está muito no passado, e há modernizações que já custam a deixar.

“Eis Neocon Tower Defense 3” é o mehhlhor que me ocorre dizer

A Hora do Meh

Neocon Tower Defense 3 parecia muito mais interessante do que acabou por se revelar ao jogar.

Mario vs. Donkey Kong merecia mais uns niveizitos

Crítica

Estava a divertir-me tanto que não posso deixar de ficar com a ideia que Mario vs. Donkey Kong fica na cova de um dente.