Author - Gonçalo Carvalho

Days Gone e o meu amor aos Indie

Análise

Jogando Days Gone percebi o quanto eu gosto de Indies. Sabe muito bem jogar um jogo mais elaborado, mas a meio já só queremos voltar para casa.

Death Crown partiu-me o coração…

Análise, Caça ao Indie

Death Crown aparece como um jogo lindíssimo num género que adoro. Acabo destroçado com o que tenho de escrever…

Red Solstice 2: Survivors revelou o meu amadorismo, mas não digo a razão

Antevisão

Red Soltice 2: Survivors é um RTS interessante sem me parecer ter aquela massa que torna um jogo único. É promissor, mas não parece mais que isso.

Judgment e o detectivismo que não detectiva

Análise

Judgment é um jogo de detectives no universo Yakuza. A história é tão cativante e o gameplay tão fluido que fiquei imediatamente fã.

The Longing faz do slow motion um fast forward.

Caça ao Indie

The Longing é um jogo que decorre praticamente em tempo real e tens 400 dias de jogo para jogar… a passo de caracol!

Eximius: Seize the Frontline. Está a ser bom, não foi?

Caça ao Indie

Saído agora de acesso antecipado, Eximius: Seize the Frontline, embora assente numa premissa interessante, não pegou.

Narita Boy: mais do que um retro metroidvania em pixel art

Análise, Caça ao Indie

Narita Boy começa lento e aborrecido, mas gradualmente torna-se num dos jogos do género que merece destaque.

Rain on Your Parade. Isto não é só chover no molhado

Análise, Caça ao Indie

Rain on Your Parade apareceu do nada, cliquei nele por curiosidade e revelou-se um dos jogos mais divertidos deste ano.

Buildings Have Feelings Too! Conseguiste arruinar os meus…

Análise, Caça ao Indie

Buildings Have Feelings Too! é um jogo interessante mas que não tocou nos pontos chave daquilo que procurava.