Análise, Caça ao Indie

Grid Force – Mask of the Goddess: ‘Megamanas’ sambando na grelha das inimigas

Se o finalista do Indie X 2022, ou qualquer outro media, utilizar o termo Megamanas daqui para a frente, vou pedir royalties e com razão.

Análise, Caça ao Indie

Frontier Hunter: Erza’s Wheel of Fortune merecia um nome mais chamativo

Quase que não pedi este jogo porque o título não me chamou. Cliquei no trailer um bocado sem querer, mas ainda bem que o fiz.

Análise

Do co-criador de Dead Space: The Callisto Protocol

The Callisto Protocol não será um jogo para agradar a todos e peca sobretudo por ser demasiado curto.

Análise

Need For Speed Unbound: a Criterion a seguir a estrada da FromSoftware

Need For Speed Unbound é um bom jogo, ainda que não seja o melhor título da Criterion, num recuo estranho à sensação das perseguições policiais.

Análise, Caça ao Indie

Swordship e as luzes brilhantes

Swordship alia alta velocidade, reflexos rápidos e música com mais batidas que o Sá Pinto. Não tem por onde correr mal.

Opinião

Scathe: DOOM de marca branca

Scathe vai ficar esquecido a um canto da memória, como apenas mais um boomer shooter que lembraremos apenas de forma vaga.

Análise

Mario + Rabbids Sparks of Hope, um dos jogos do ano tem assinatura Ubisoft

É uma aventura a explorar com tempo, sendo um dos melhores spin offs de Super Mario. 

Caça ao Indie

RWBY: Arrowfell, o festival das oportunidades perdidas

O João Machado vende melhor a joia da coroa dos Rooster Teeth do que RWBY: Arrowfell.   

Análise, Caça ao Indie

Soccer Story fez-me voltar a ser o Tsubasa

Soccer Story consegue caracterizar o mundo como se este estivesse a ser visto pelo olhar optimista de uma criança. Adoro!