Antevisão

Vambrace: Cold Soul: onde o Inverno chegou mesmo

Vambrace: Cold Soul um RPG Roguelike que relembra Darkest Dungeon cheio de clichés que acaba por ser original.

Caça ao Indie

Heaven’s Vault: como conceber a verdadeira arqueologia linguística

Heaven’s Vault é um jogo eminentemente narrativo, naquilo que é a tradução mais realista possível do que é o verdadeiro trabalho científico e académico da arqueologia, de explorar, investigar e criar um sentido a elementos passados, neste caso, uma língua perdida na memória.

Opinião

Não quero mesmo saber de gráficos

Segundo um estudo da Entertaintment Software Association, a associação comercial da indústria dos videojogos nos Estados Unidos, 66% dos inquiridos afirmam que entre os motivos que os levam a adquirir um determinado jogo está a qualidade dos gráficos apresentada.

Caça ao Indie

Guard Duty: é mesmo preciso repensar os jogos point ‘n click?

Já dizia o poeta “dêem-me mais aventuras-gráficas, que a vida é nada”. Quer dizer, o poeta falou em vinho, mas como eu consumo mais…

Ia-me Esquecendo, Star Wars Junkie

Star Wars: diz que isto é Pod Racing

Vimos a nossa primeira corrida de Pod Racing há 20 anos, o tempo passa mais rápido que uma carruagem arrastada por turbinas.

Análise, Crítica

Octopath Traveler: oito aventuras para quem as sabe apreciar

Octopath Traveler é um jogo onde um vasto conjunto de elementos simples e já bastante vistos se compõe numa tela coerente cheia de subtilezas intencionalmente plantadas para que de uma forma natural o jogador se aperceba das suas relações.

Análise

Generation Zero: coisas estranhas, coisas fracas

O grande crime de Generation Zero é que o seu ponto mais apelativo, o visual, rapidamente se esfuma e nos faz ver o que está por trás: um jogo repetitivo com um loop curtíssimo que envolve pouco mais que destruir robots.

Caça ao Indie

Há tanto espaço para bons indies desenhados à mão

Vejamos o caso dos indies, que com poucos recursos mediáticos têm de conseguir conquistar os seus públicos com o que têm à mão.

Análise

Zelda: Breath Of The Wild – o encanto de não querer terminar um jogo

A estratégia e o engenho são premiados em toda a medida de The Legend of Zelda: Breath of The Wild, que acaba por ser um pouco como a vida: raramente somos ensinados a fazer tudo, mas quem pensa e executa bem chega mais longe.

Board Games & Chicken Wings

Aquele jogo de tabuleiro que tem toques de RPG

Publicado pela Red Raven Games um dos worker placements mais originais do seu tempo. Para mim, é aquele jogo de tabuleiro que tem toques de RPG.