Hens of Pen and Paper

Jogos narrativos e a “arte” de tomar notas

No que toca a escrever uma história, a forma como o fazemos e o método que utilizamos tende a variar consoante aquilo que pretendemos.…

A Galinha dos Ovos de Ouro

[Passatempo] A Galinha dos Ovos de Ouro #10

Já se passaram mais de 2 meses desde a última vez que nos juntámos para vos oferecer três jogos que temos aqui a apanhar…

Análise

Rage 2: sem razão para fúria ou entusiasmo

Rage 2 foi anunciado numa E3 e caiu no esquecimento de muitos. Destino que lhe estará reservado depois do lançamento.

Caça ao Indie

Hell is Other Demons: a canção da depuração

Com uma banda sonora excelente que se ajusta na perfeição com tudo o que Rahm conseguiu fazer com estes 8 bits e uma paleta de cores reduzida, Hell is Other Demons é uma das excelentes surpresas do mercado indie de 2019.

Inspector Geringonças

Ir para o café com a Realidade Virtual

À parte de uma ligeira vergonha e de algum medo pela minha segurança, só não vou ver filmes em VR para o café porque não quero. Porque o Smartphone VR Box 360 da SBS permitir-mo-ia.

Opinião

Battle Pass TI9: o gigante do mundo dos esports acorda de novo

Rufem os tambores. Está na altura. Bem sei que este artigo já peca por algum atraso. No entanto, o hiato entre o anúncio do…

Opinião, Pais-Galinha

Como e quando deve uma criança ter acesso a ecrã e aos videojogos?

Depois de se debruçar pela perturbação de adição aos videojogos em 2018, a Organização Mundial de Saúde trouxe agora em 2019 as “Linhas guia para a actividade física, comportamento sedentário e sono para crianças a baixo dos 5 anos de idade”.

Análise

A Plague Tale: Innocence, a fragilidade e o medo de mãos dadas

Sejam os jogos de luzes e partículas, as brilhantes modelações e animações dos personagens, os detalhes e construção do cenário, cada momento de A Plague Tale: Innocence é uma verdadeira maravilha artística.

Momento Zen

Com as vistas trocadas

Certos jogos não são o que aparentam.

Análise

Muito mais que Hotline Katana ZERO

Apesar das limitações mecânicas, Katana ZERO consegue criar cada um dos seus níveis como um puzzle distinto por si só, criando um desafio constante em cada uma das suas onze missões.