battle royale

Caça ao Indie

Vamos brincar aos gestores?

Não é preciso um “mini-caixotinhe” para tentármos ser bons gestores. Para isso os 3 indie que jogámos esta semana são uma brilhante resposta.

Antevisão

Pandemic Express: all aboard the battle royale train!

A mais recente empresa a juntar-se à febre dos battle royale é a TinyBuild, com o seu Pandemic Express.

Análise, Ide Jogar, É Grates!

Apex Legends analisado segundo José Régio

Reconheço que não é um jogo para todos os gostos, o compromisso não acarreta riscos nem custos, se não gostarem podem desinstalar. Para aqueles que procura algo para se entreter sem a necessidade de grande investimento de tempo, é o melhor Battle Royale que joguei. 

Análise

Ring of Elysium: Battle Royale 2.0

Falaram-me de Ring of Elysium. Torci o nariz. Mais um Battle Royale? Convidaram-me para jogar com eles. Refilei. Chatearam-me. Resmunguei escrupulosamente de 55 em…

Caça ao Indie

Bem-vindos ao futuro

Estamos em 2019. O futuro é agora. E é isso que nos provam os 3 indies deste artigo.

Análise, Observador

Ainda há espaço para mais um Call of Duty?

Call of Duty é uma das séries de maior sucesso comercial do mercado de videojogos. Mas com uma rotina anual de lançamentos, será que um novo título é uma boa aposta?

Análise

Battlerite Royale: apenas mais um Battle Royale?

Será que a industria dos videojogos passou a ser gerida numa generalidade por antigos diretores de programas da TVI?

Antevisão

Fractured Lands: aquém da cratera do relâmpago

Fractured Lands leva os Battle Royales para o mundo de Mad Max.

Opinião

Fortnite long (Fornite)

Um cantor dos anos 80 já tinha previsto Fortnite, até fez uma música para ele.

Opinião

Um desabafo inconsequente sobre modas

Quem faz videojogos quer vendê-los ao maior número de interessados. Mas seguir sempre o que está na moda é um dos problemas da indústria.