co-op

Antevisão

Killsquad: um destino dos diabos

Killsquad é uma espécie de Destiny que se sente dividido entre o dungeon crawling de Diablo e a progressão de personagem de um MOBA.

Análise

Generation Zero: coisas estranhas, coisas fracas

O grande crime de Generation Zero é que o seu ponto mais apelativo, o visual, rapidamente se esfuma e nos faz ver o que está por trás: um jogo repetitivo com um loop curtíssimo que envolve pouco mais que destruir robots.

Antevisão

Winter is (really) coming

O ano de 1996 é aquele em que George R R Martin publicou o primeiro livro de uma das séries literárias de maior sucesso…

Análise

New Super Mario Bros. U, desta vez com ainda mais luxo

Os jogos de plataformas 2D têm o seu pináculo neste título que pode ser jogado a solo ou em cooperativo, e que é obrigatório para quem o falhou na Wii U.

Caça ao Indie

Bem-vindos ao futuro

Estamos em 2019. O futuro é agora. E é isso que nos provam os 3 indies deste artigo.

Análise, Caça ao Indie

Juicy Realm: balada de frutas

Juicy Realm é um divertido roguelike twin stick shooter para toda a família com fruta que nos quer matar. E não estamos a falar do Apito Dourado.

Antevisão, Caça ao Indie

For the King ou pelo que quiserem

For the King, uma boa opção para quem quer um RPG para jogar com amigos.

Perdidos e Machados

Aquele do Tactical-RPG cooperativo

Perdidos e Machados está de volta, desta vez com uma cadeira mais complicada.

Antevisão, Caça ao Indie

Super Cane Magic Zero: cacifos e vegetais não hei-de eu comer

Super Cane Magic Zero consegue trazer uma aura divertida, colorida e surreal aos roguelikes.