indie

Caça ao Indie

Astral Ascent: fuga do Hades, ou fuga do Céu

Astral Ascent é o melhor sucedâneo a aplacar a fome que muita gente deve ter por algum jogo com a mesma abordagem, rejogabilidade e desafio de Hades.

Caça ao Indie

B.I.O.T.A.: o melhor metroidvania de Game Boy, que não é de Game Boy

B.I.O.T.A. é uma verdadeira surpresa que me levou de imediato para o meu Game Boy, com a originalidade e argumentos que o vão tornar memorável dentro do género.

Caça ao Indie

Blast Brigade: o genial filho ilegítimo de Marco Rossi e Samus Aran

Podia rezar ao Nosso Senhor do Coisinho se ele me ouvisse, mas vou mesmo orar à padroeira dos metroidvanias se ela existir.

Caça ao Indie

Do Japão feudal (ou lá perto), com amor

Os 3 indies desta Caçada representam a cultura japonesa como a sua grande musa.

Análise, Antevisão

Thymesia: nas Pegadas Espirituais de Bloodborne

A peste saiu à rua… e o médico também.

Caça ao Indie

Avatares anime e barcos piratas nos céus, aos tiros

Os dois indies desta semana trazem-nos uma visão retro e uma visão contemporânea para os shooters arcade.

Análise

Salt and Sacrifice: vós sois o mal sal da terra

Salt and Sacrifice mantém a mesma essência soulslike e ainda procura algumas mecânicas típicas de um metroidvania.

Caça ao Indie

Salvé mechas nas alturas

Os 2 indies desta semana têm robots gigantes como protagonistas.

Antevisão, Caça ao Indie

Craft Hero: os bons jogos não se medem aos palmos. Nem aos pixéis.

Um interessante sandbox survival game com um preço baixo e que poderá ser dos jogos minimalistas com maior potencial dos próximos meses.

Antevisão

Core Keeper: é perigoso ir sozinho, o melhor mesmo é ter companhia

Core Keeper é uma das grandes surpresas deste início do ano, num dos melhores co-op survival games que já jogámos.