iOS

Caça ao Indie

Disc Room: as mil maneiras de ser fatiado como fiambre da pá

Chamam-lhe Disc Room, mas podiam ter chamado Zona da Charcutaria do Continente, ou, Vida de Nobre (referência à marca, e não à aristocracia).

Caça ao Indie

Vamos à festa (mas à distância, se faz favor)

Parece que é um artigo sobre o Avante, mas não é. É sobre dois indies que nos lembram festas.

Análise

Missile Command: Recharged, um míssil a bater os quarenta

Não sei se este clássico tem baterias apontadas para ganhar um público novo, ou se o seu alvo são os jogadores que conhecem o jogo de trás para a frente.

Caça ao Indie

Pontes para o amanhã

Os dois indies de hoje são sobre pontes, sejam elas reais e físicas, ou metafóricas e emocionais. 

Caça ao Indie

Outsider: Depois da Vida – Um Puzzle Game que também é uma Aventura

Há por ai muito jogo de clicar e apontar (point n click) com puzzles, mas este é um puzzle que por acaso também tem um jogo de clicar e apontar.

Ide Jogar, É Grates!

É um café curto em chávena fria, sem fim e com Charmander

Ainda é cedo para eu perceber se este Pokémon Café Mix poderá ser o primeiro jogo do género que me vai conseguir reter durante algum tempo.

Caça ao Indie

Frog Detective 2: uma ode à bizarria

Um pedaço de loucura que nos deixa a ansiar que mais jogos quisessem sair da estrada de ladrilhos amarelos para verem a Lucy, no céu, com diamantes.

Caça ao Indie

E de repente: Outono

O Outono chegou, e com ele mais 3 indies para jogar esta semana.

Pais-Galinha, Touch Me!

The Game of Life Vacations: para jogar nas férias

The Game of Life Vacations é uma boa adaptação de tabuleiro para mobile, ideal para noites de verão em familia.

Kinder Surpresa, Touch Me!

Homo Machina: as belas maquinações humanas

Homo Machina mostra o corpo humano a funcionar como uma fábrica. Ensina e diverte ao mesmo tempo suportado por uma arte fantástica.