Open-world

Análise

Horizon: Forbidden West – uma viagem por um dos grandes jogos do ano

Horizon: Forbidden West é uma sequela que expande a narrativa de forma interessante e épica, apresenta novas personagens, histórias, tribos e monstros robóticos.

Análise

Ghostwire: Tokyo, onde a cidade é a verdadeira protagonista

Ghostwire Tokyo é uma aventura interessante, mas está longe de ser aquele grande título next gen.

Análise

O que faz de Pokémon Legends: Arceus o melhor jogo da série?

Dizer que Pokémon Legends: Arceus é obrigatório para todos os fãs de Pokémon e para todos os detentores de uma Switch é um eufemismo.

Análise

Horizon Forbidden West: a viagem que define uma geração

Horizon Forbidden West é um jogo que define uma geração. Que serve de pedra de comparação pelo qual muitas obras subsequentes serão avaliadas.

Opinião

Forza Horizon 5 é genial porque já o era antes de o ser

Por vezes as respostas às perguntas simples são também simples. Isso é simplicidade. Forza Horizon é simplesmente genial.

Análise

Chorus: a vastidão do espaço cabe numa arcada

Chegando de forma surpreendente e subtil ao mercado de videojogos, Chorus é uma das pérolas escondidas de um ano tépido.

Análise

Far Cry 6: de Revolução e da exaustão

Far Cry 6 não é um mau jogo, mas é mais um Far Cry com ideias esgotadas no que diz respeito a formato de história, exploração e atividades.

Caça ao Indie

Às voltas com grunhos medievais, piratas e zombies

Esta caçada é dedicada a 3 indies bem diferentes (ainda que 2 deles sejam multiplayer games em Early Access).

Análise

Days Gone e o meu amor aos Indie

Jogando Days Gone percebi o quanto eu gosto de Indies. Sabe muito bem jogar um jogo mais elaborado, mas a meio já só queremos voltar para casa.

Análise

Cyberpunk: a 2077 passos do jogo prometido

O lançamento de Cyberpunk 2077 pode ter mexido nesta indústria dos videojogos a um nível perigosamente próximo daquilo que foi o crash de 1983.