shooter

Análise

My Friend Pedro: I like to shoot, shoot, shoot Shotguns with Bananas

My Friend Pedro é como qualquer banana, parecia madura mas está verde numas partes e pisada noutras. Mesmo assim, come-se.

Análise

Generation Zero: coisas estranhas, coisas fracas

O grande crime de Generation Zero é que o seu ponto mais apelativo, o visual, rapidamente se esfuma e nos faz ver o que está por trás: um jogo repetitivo com um loop curtíssimo que envolve pouco mais que destruir robots.

Análise

Aftercharge: descarga assimétrica de boas ideias

Desde a primeira partida que sentimos que um dos grandes méritos de Aftercharge é o equilíbrio mecânico dentro da sua assimetria.

Caça ao Indie

Mais uma moedinha, mais uma trip

Os 3 jogos de hoje são uma espécie de trips videolúdicas em laivos de arcade.

Caça ao Indie

Fea of the dak? Fea of the daaaaaak!

Ion Maiden, Who’s in the box? e Zombie Serial Killer Incident mostram-nos que não é peciso te medo do escuo.

Caça ao Indie

Pewpewdiepew

É uma caçada sobre 3 “jogos de tiros” e uma piada à onomatopeia e ao Youtuber. Pelo menos 2 destas falharam redondamente.

Caça ao Indie

Anoitecer virado para mechas (lê-se mékas)

Jogos com robots gigantes. Há como não ser atraído por eles?

Ide Jogar, É Grates!

Raiders of the Broken Planet

O que há num nome? Promessas de satisfação maiores que a entrega, é o que há!

Caça ao Indie

A outra dos tiros. E da pancadaria

A semana passada tínhamos uma caçada de tiros. Nesta semana adicionámos pancadaria de rua para tornar a coisa mais viva.

Observador

Splatoon 2: guerra de tinta no sofá lá de casa (e não só)

O nosso destaque do fim-de-semana no Observador foi Splatoon 2.