Square Enix

Ide Jogar, É Grates!, Opinião

Gosto tanto de Final Fantasy XIV como Seinfeld gostava de mulheres

Nota prévia: o Rubber era para ter recebido uma conta completa de FFXIV além do código de Shadowbringers, a última expansão disponível na PS4/PS5.…

Análise

Tomb Raider: The Angel of Darkness – o coup de grâce na Core Design

Angel of Darkness, embora inovador e com boas intenções, é um jogo assombrado por imensos bugs e mecânicas desinteressantes.

Análise

Outriders: não é preciso inventar nada para ser bem falado

A People Can Fly prova-nos com Outriders: não é preciso inventar nada para ser bem falado.

Análise

Bravely Default II: Cristais, magia e muita pancadaria

Bravely Default II é uma história banal embrulhada num jogo incrível. Fãs do género vão ficar muito bem servidos, desde que não estejam à procura de um épico.

Análise

Balan Wonderworld: Dreams into Nightmares

Estamos a meses de saber qual o melhor jogo do ano, mas Balan Wonderland pode receber um dos piores do ano desde já.

Análise

Marvel’s Avengers: Grinders Assemble!

Marvel’s Avengers é um jogo de ação assente em grinding de loot. Tal como Destiny 2 ou The Division 2, irão ter acesso a missões que vão rodando à procura de loot e experiência para melhorar as habilidades das personagens. 

Análise

Final Fantasy VII Remake: como trazer um clássico para a actualidade

Este primeiro episódio de Final Fantasy VII Remake é tudo aquilo que os fãs do primeiro jogo poderiam esperar, mesmo que a aventura esteja incompleta, por assim dizer

Opinião

Final Fantasy VII: um marco, ontem, hoje, e sempre

Foram perto de vinte anos de promessas de podermos ver um dos jogos mais importantes e marcantes da História a ser reimaginado. Ele finalmente chegou.

Análise

Dragon Quest XI: quando a palavra “definitiva” encontra a sua razão de ser

Aquele que era já o melhor JRPG lançado no ano passado encontra aqui na Switch o espaço para ser o melhor jogo do género na consola híbrida da Nintendo.

Análise

Dragon Quest Builders 2: construir um dos jogos do ano, bloco após bloco

Dragon Quest Builders 2 é o Minecraft para quem não gosta de Minecraft e é o auge do que é possível fazer com o género.