Stadia

Caça ao Indie

Acção quase a preto e branco

Os dois indies de hoje são quase monocromáticos, mas sabem utilizar todo o espectro de saturação para seu proveito.

Análise

Resident Evil Village: viagem ao centro do terror

Resident Evil Village é um carrocel de ritmo, alternando entre o excelente e o meh, sobretudo em certas alturas da história que parece não fazer qualquer sentido.

Análise

Judgment e o detectivismo que não detectiva

Judgment é um jogo de detectives no universo Yakuza. A história é tão cativante e o gameplay tão fluido que fiquei imediatamente fã.

Análise

Little Nightmares 2: há pesadelos que são um sonho

A única falha talvez seja a impossibilidade de um segundo jogador entrar na partida para assumir Six, e partilhar a cooperação. 

Análise

Hitman 3: um capítulo que se fecha, em excelência

Hitman 3 fecha a trilogia em grande, com algumas missões muito bem desenhadas, com mapas excelentes e sempre com diversas oportunidades de infiltração.

Análise

Assassin’s Creed: Valhalla – o melhor título da recente trilogia

Valhalla é um jogo muito vasto e complexo, mas é bem mais divertido que os anteriores. E vai ficando melhor à medida que as horas passam.

Análise

Assassin’s Creed Valhalla: o tributo dourado aos deuses em Asgard

Assassin’s Creed Valhalla é, até agora, o apogeu da série.

Análise

Superhot: Mind Control Delete – a morte a branco e vermelho

Superhot: Mind Control Delete é sobretudo uma sobremesa para todos aqueles que, como eu, ficaram a desejar mais algo vindo deste universo.